quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Cinco contra um

Hoje, aqui no blog, voltamos a falar de um assunto que ainda é tabu: a masturbação masculina. Para começar, vamos falar dos benefícios que essa prática traz para a saúde. 

Segundo pesquisas da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, o ato de se masturbar libera substâncias como a oxitocina e a endorfina, que provocam bem-estar e melhora do humor. O resultado disso é um maior relaxamento corporal e o sono de qualidade. Isto porque a prática alivia as tensões e ajuda o corpo a descansar. No entanto, como tudo em excesso faz mal, nem sempre a masturbação masculina é boa. 

A masturbação é a principal maneira de conhecer o próprio corpo e suas formas de sentir prazer. Ela possibilita descobrir as zonas de excitação e é o mecanismo inicial da vida sexual. Geralmente, aprende-se a praticá-la sozinho, ao se tocar e estimular o pênis.

Sem idade para começar, ela é a fonte dos primeiros orgasmos, que preparam o homem para a relação a dois. Alguns meninos simplesmente precisam sentir o prazer com outra pessoa para atingir o gozo. Sexo independe de regras e, por isso, quando praticada para fins de experimentação sexual e sem exageros, a masturbação não traz malefícios.

Manter a região genital limpa é fundamental para evitar inflamações, infecções e outras doenças. No entanto, evite produtos germicidas e bactericidas, que podem destruir a proteção natural da pele na região. Prefira sabonete neutro e água.

Se o pênis e a região íntima estiverem limpos, o preservativo é totalmente dispensável para a masturbação masculina. Quando bem lubrificado, o órgão só precisa do estímulo das mãos para chegar ao orgasmo.

O próprio corpo libera secreções e lubrificação natural no momento da excitação. A lubrificação é opcional, mas ajuda no movimento das mãos sobre o órgão, além de evitar lesões.


terça-feira, 3 de outubro de 2017

Por que usar produtos de sex shop?

Muita gente se pergunta: por que comprar determinados produtos em sex shop ao invés de comprá-los em lojas convencionais? 
E nós respondemos: os produtos encontrados no mercado tradicional podem ser um verdadeiro “corta clima", quando usados para este fim. Um bom exemplo disso são os produtos para massagem. Um óleo convencional é absorvido pelo corpo em 10 minutos. Então, se você usá-lo para uma massagem tântrica, em que os corpos se entrelaçam, terá que parar no meio para colocar mais. O que não irá acontecer com os óleos encontrados nas boutiques eróticas, que trabalham com produtos específicos para esse fim e que que garantem uma performance de até 40 minutos.
Além disso, os produtos sensuais, aqui no Brasil, precisam da autorização da ANVISA para serem comercializados, portanto lojas idôneas sempre irão trabalhar com produtos que passaram por testes e foram aprovados pela fiscalização. Ou seja, produtos que não irão colocar em risco a saúde do consumidor.
Por isso, quando quiser apimentar um pouco mais a relação procure por lojas especializadas, verifique se o produto que você vai utilizar tem registro na ANVISA e claro, informe-se sempre!

Sete Pecados Boutique - Noites mais quentes, dias mais felizes!

sábado, 16 de setembro de 2017

Sex toys para elas: inspiração, imaginação e diversão

Nossa proposta hoje é falar um pouco dos sex toys que podem ser usados entre casais de lésbicas. A ideia é dar outro significado ao jeito de usar os toys e ir além do que sugere o manual. Vamos fugir um pouco das tradicionais cintas penianas e dos pênis realísticos. 

Um bom exemplo é o vibrador, que muita gente vê simplesmente como um substituto do pênis. Mas, o vibrador está muito além disso, ele não serve só para penetrar ou estimular o clitóris. As vibrações podem arrepiar outras partes erógenas do corpo, como mamilos, coxas... Um dos modelos mais clássicos de vibradores, o Rabbit permite que você use o eixo do vibrador para penetrar no canal vaginal e, em seguida, posicione as “orelhas” do coelho para estimular o clitóris. Assim, proporcionando o dobro de diversão! Além disso, as pérolas massageadoras podem ser usadas nas partes erógenas provocando sensações incríveis.

Outro bom exemplo que pode divertir as garotas é o clássico anel peniano, feito de silicone e com vibrador. Apesar de ser pensado para colocação no pênis o brinquedinho ser usado nos dedos também. Ele dá uma textura legal aos dedos e pode ser usado para se masturbar sozinha ou dar estimular sua companheira.







Outro sex toy que foi pensado exclusivamente para os homens e que pode ser usado pelas mulheres são os Tenga Eggs. Pequeno e prático para levar aonde quiser, os masturbadores em formato de ovo são fáceis de limpar. Basta água corrente e sabão neutro que já está prontinho para próxima. Para usar o Egg na masturbação feminina basta virar o ovinho do avesso, deixando sua textura exposta. Coloque um ou dois dedos dentro dele e você tem um estimulador feminino com textura altamente agradável.





Com modelos em diversos formatos os estimuladores de clitóris normalmente apresentam grande potência em vibração, podendo ser utilizados também para estimular os seios de sua parceira. São brinquedinhos discretos, mas poderosos. 

Sete Pecados Boutique - Noites mais quentes, dias mais felizes!


terça-feira, 12 de setembro de 2017

Reacendendo a paixão

No início da relação, nossa libido está lá em cima. Contudo, com o passar dos anos, o desejo vai diminuindo progressivamente, e, quando vocês menos percebem, o sexo esfria. O ato sexual passa a ser uma obrigação e torna-se cada vez menos requisitado.  Pensado nisso a revista americana Cosmopolitan conversou com 3 especialistas no assunto que deram dicas para reverter este quadro e reacender o fogo da paixão. 

Confira:
1. Resolva as pendências

Listar itens da sua lista de tarefas pendentes te deixará com a mente mais livre para o sexo. "Pesquisas mostram que, diferente do homem, para que a mulher relaxe, fique excitada e tenha um orgasmo, as partes de seu cérebro que estão associadas a problemas externos precisam ser desativadas durante o sexo", argumenta Ian Kerner, PhD, terapeuta sexual e fundador do site Good in Bed.

2. Exercite-se

O exercício físico causa um efeito dominó: quando você se sente bem consigo mesma, tem muito mais vontade de queimar calorias também debaixo dos lençóis. "Não apenas você se sentirá mais disposta depois de uma sessão de suor, mas também obterá endorfinas, que te colocam no clima para o sexo", afirma o Dr. Dennis Lin, diretor do Programa de Medicina Psicossexual do Beth Israel Medical Center, em Nova York. 

3. Observe seu marido brincando com os filhos

De acordo com o Dr. Ian, muitas mulheres afirmam ficar mais interessadas no sexo depois de observarem seus parceiros interagindo com os filhos. "Faz sentido do ponto de vista evolucionário: saber que seu marido é um bom pai irá validar e estimular seus impulsos reprodutivos. Todos saem ganhando!", comenta.

4. Provoque ciúmes

"Ver seu parceiro sendo desejado por outra pessoa pode fazer com que você o deseje ainda mais", afirma Stacey Nelkin, especialista em relacionamentos. "Aquela pequena quantidade de ciúme pode ser um afrodisíaco se consumida na dose certa", garante. No entanto, certifique-se de pré-estabelecer regras antes de tentar essa técnica.

5. Abracem-se

"Estudos mostram que, especialmente em mulheres, quando você abraça seu parceiro por 30 segundos ou mais, são produzidas oxitocinas, hormônios que estimulam os sentimentos de confiança, conexão sexual e desejo", explica Dr. Ian. "Durante o abraço, ele recomenda aproximar-se do pescoço do parceiro e inspirar profundamente. "Se você gosta do cheiro dele – e a maioria das mulheres gosta, por razões biológicas –, deve funcionar como um afrodisíaco", completa.

6. Beijem-se, acariciem-se

Aplicar esse plano pelos primeiros 20 a 30 minutos de contato íntimo não só irá forçá-los a focar mais nos toques e beijos – carinhos que, segundo Dr. Dennis, as pessoas tendem a abandonar quando se apressam para realizar a penetração –, mas também irá criar uma novidade. "Fazer algo novo estimula a dopamina, um neurotransmissor muito importante para a excitação sexual", afirma Dr. Ian.

7. Compartilhe suas fantasias sexuais 

De acordo com Dr. Ian, "o cérebro é seu maior órgão sexual. Você não pode depender apenas da estimulação física do sexo; também deve tirar vantagem do poder da mente." Se você se sente tímida para compartilhar suas fantasias e desejos com o namorado ou marido, o especialista sugere dizer que você teve um sonho erótico com ele, aliviando, assim, a vergonha e medo de julgamento. Já o Dr. Dennis recomenda a alguns de seus pacientes que enviem mensagens de texto aos parceiros contando suas fantasias sexuais para se sentirem mais confortáveis com a ideia de compartilhar.

8. Regra dos 10 minutos

"Mesmo quando você não está no clima, se dê 10 minutos para dar uma chance ao sexo", diz Dr. Ian. De acordo com ele, a maioria das pessoas que estão presas em uma rotina não tem nada contra o sexo, elas querem querer sexo, mas simplesmente não se dão essa chance. "Se deixe levar, e seu corpo irá acompanhá-la rapidamente", garante.

9. Atue, inove

É fácil cair na mesma sequência de atos e posições uma vez que vocês estão na cama. Faça um esforço para mudar isso. "Nós somos criaturas visuais, então comprar um novo tipo de lingerie ou prender seu cabelo de uma maneira diferente irá criar um senso de novidade", afirma Stacey. Uma pequena mudança pode inspirar grandes transformações no quarto, como tentar novas posições ou dividir fantasias.

10. Masturbe-se

"As pessoas às vezes pensam que, se você se masturbar enquanto está em um relacionamento, estará, de alguma forma, traindo seu parceiro, ou então que seu parceiro não está te satisfazendo. Isso não é verdade", diz Dr. Dennis. De acordo com ele, para muitas pessoas, o ato é um escape sexual saudável, além de ser um meio mais do que garantido de aumentar a vontade para o sexo, seja quando você pratica sozinha ou na cama com seu parceiro.


Sete Pecados Boutique - Noites mais quentes, dias mais felizes

domingo, 10 de setembro de 2017

Polução Noturna!


Menos presente em homens adultos, a polução noturna ainda pode ocorrer nessa fase da vida masculina, acontece com menor frequência que na adolescência, mas surge em momentos isolados, a depender da vida sexual do homem.

Mesmo que não seja “assunto pra gente grande” e ser um acontecimento muito mais presente na vida de adolescentes e jovens adultos com menos de 21 anos, a polução noturna ainda precisa ser melhor entendida.

Muitos homens não sabem bem como definir a ocorrência da polução e frequentemente vemos casos relatados em que é comum se confundir a polução noturna com o distúrbio da ejaculação precoce.

Vamos revisar que ejaculação precoce é a falta de controle da ejaculação durante a relação sexual ou estímulo sexual, em que o homem alcança o orgasmo sem ter decidido gozar naquele momento.

Ou seja, o homem atinge o ápice do sexo antes da parceira, em menos tempo que o desejado para aproveitar melhor o prazer e em geral, ele não sabe identificar o momento de pré-ejaculação para tentar se segurar.

Mais de 30% da população masculina mundial sofre com ejaculação precoce em faixa etária variada, mas com maior frequência em homens a partir de 30 anos, quando a produção de hormônios começa a decair.

Entretanto é possível que um homem mais novo, que nunca teve problemas com precocidade da ejaculação, possa vir, em algum momento, sofrer com os transtornos desse distúrbio.

Também conhecida como ejaculação noturna, esse acontecimento consiste na eliminação de sêmen enquanto se está dormindo, acompanhado geralmente de estímulo sexual, no caso, sonhos eróticos.

Os homens, passam pela puberdade com visitas frequentes da polução noturna, caracterizada pela mancha de sêmen na roupa que normalmente não se sente durante o sono e nem se sabe porque ocorreu.

Mas há homens que acordam no exato momento da ejaculação e se deparam com o ato sem saber o que está acontecendo e sem controle algum sobre a ejaculação.

Talvez por isso muitos homens confundem a polução noturna com a ejaculação precoce e se fecham ou se desesperam em busca de tratamento para algo que é completamente natural do organismo masculino.

A polução ocorre quando se recebe algum estímulo durante o sono, mas é muito comum não lembrarmos nem sequer do sonho erótico que tivemos como também é possível não termos sonhado com nada relacionado e ainda assim passar por essa situação.

Entretanto, a polução noturna também pode ser ocasionada pela tensão sexual acumulada, o que é muito comum na fase da adolescência, em que os hormônios estão borbulhando.

Durante o período de puberdade e início da vida sexual, o corpo do homem está em uma produção imensa de hormônios e os testículos começam a produzir espermatozoides.

Os espermatozoides precisam ser liberados e, quando não há vida sexual ativa, de forma involuntária o nosso corpo expele os espermatozoides para aliviar a tensão.

A polução noturna masculina diminui conforme o adolescente cresce e inicia sua vida sexual ou quando o homem adulto pratica sexo com mais frequência.

O homem adulto que passa por noites de polução, muito provavelmente está em período de abstinência sexual ou não se masturba.

Não é necessário tratamento, a não ser que a polução se faça presente com muita frequência e que o esperma expelido seja em grande quantidade, além daquela liberada normalmente no sexo.

Nesses casos, aconselhamos procurar orientação médica, pois pode haver causas muito sérias para sua saúde sexual ou distúrbios psicológicos mais preocupantes envolvidos na origem da polução na fase adulta.

Em raros casos, a polução pode ser causada por um mal funcionamento do sistema nervoso e somente um médico especialista poderá identificar melhor a real causa e onde tratar para que seu equilíbrio espermático volte ao funcionamento regular.

Muitas tensões psicológicas, como nervosismo, ansiedade e estresse podem causar descontroles físicos em nosso organismo.


quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Sexo - Curiosidades


Feliz Dia do Sexo! Nas rodas de conversa sobre sexo,  é comum, em algum momento a palavra "bizarro" dar o ar de sua graça. O que pouca gente sabe é que o termo bizarro quando aplicado ao sexo ganha um significado bem relativo, pois, a maioria das práticas torna-se uma questão de gosto e, é claro, do prazer de cada um. Então quem pode dizer o que é ou não bizarro? Com base neste questionamento descobrimos algumas curiosidades que você nem imagina sobre sexo:

1 - Serviço comunitário sexual: Imagine que em alguns países há um serviço de sexo comunitário? Pois há. Na Alemanha, Holanda e Suíça, as pessoas com deficiência física têm direito ao serviço, já que provavelmente a oferta sexual para eles fica limitada devido aos problemas de saúde.

2 - Chegada calorosa: uma tradição um tanto comum entre os esquimós mais primitivos, até pouco tempo atrás, era oferecer a própria esposa aos visitantes. Uma possível recusa é encarada como desfeita.

3 - Vibrador é caso de polícia na Índia: a venda de brinquedos sexuais ou qualquer acessório como gel, fantasias eróticas é considerado crime e pode acabar em prisão de até 2 anos.

4 - Boneco inflável gay: Em 2014, foi lançado um boneco masculino para o público gay da empresa Sinthetics, a reação das pessoas nas redes sociais foi de choque tamanha a perfeição do "produto". É caro custa R$ 17 mil.

5 - O clitóris é bem maior do que parece: você sabia dessa? O clitóris possui apenas uma pequena parte de seu tamanho exposto no corpo feminino, isto é, visível. Na verdade, ele possui mais de 8.000 fibras nervosas, e se enrola ao redor da vagina e fica ereto quando a mulher se excita.

6 - Medidas são documento: Segundo um relatório produzido pelo Kinsey Institute, o maior pênis ereto mede 35,75 cm e o menor, 4,81 cm.

7 - Controle da Tropa: Para que os soldados não corressem o risco de contrair uma doença venérea Hitler presentou cada soldado com sua própria boneca inflável, produzida na Alemanha, obviamente. Eles levavam consigo na batalha.

8 - Boca fechada: o sexo oral é ato ilegal nos estados norte-americanos do Arizona, Flórida, Minesota, Lousiana, Carolina do Norte e do Sul, Utah e Virginia.

9 - Sabor único: A dieta de cada homem vai determinar o sabor do sêmen. Frutas doces deixam o sêmen com sabor mais leve, já quem toma cerveja e café dará mais trabalho para suas parceiras.

10 - Alongamento forçado: Uma tribo de Uganda tinha um costume bem doloroso, amarrar um peso na ponta do pênis para alongar o membro.

Viu só? De perto, ninguém é normal. Agora, já que hoje é dia do sexo...bora praticar!

Sete Pecados Boutique - Noites mais quentes, dias mais felizes!




terça-feira, 5 de setembro de 2017

Dia do Sexo - Vamos comemorar?


O dia não poderia ser mais sugestivo: 6/9 - Dia do Sexo! Nós, da Sete Pecados Boutique, achamos que não se precisa de uma data para celebrar os sexo, mas já que temos um dia especial que tal intensificar o ato e surpreender seu parceiro ou parceira? 

Separamos algumas dicas pra você vivenciar intensamente os benefícios desse dia. 

Comece o dia daquele jeito... Já é mais comprovado que sexo na parte da manhã é incrível, então não ignore essa informação, e mãos a obra.

Preparem-se para uma noite quente usando apenas a imaginação e o telefone. Ligue para seu parceiro ou parceira durante o dia e diga tudo o que você pretende fazer quando se encontrarem mais tarde. Não poupe detalhes e espere até mais tarde.Quando chegar a hora "H" você vai sentir o efeito dessa dica.

Aproveite a data para colocar em prática aquela fantasia sexual que vocês ficam pensando em realizar há algum tempo. Pode ser fantasias mais simples como ser amarrado(a) na cama, ter os olhos vendados durante a transa ou serem observados.  Ou mais ousadas como ir a um clube de swing ou mesmo chamar alguém para um ménage à trois.
Por que não tomar a iniciativa de fazer uma pausa quando ele ou ela está prestes a atingir o orgasmo? Você não precisa parar drasticamente, mas pode deixar os movimentos mais lentos .

E aí? Preparado para amanhã?

Sete Pecados Boutique - Noites mais quentes, dias mais felizes.